quinta-feira, 29 de abril de 2010

Só não vale viver de saudade e desamor

Existem coisas que só nós mesmos pra entender. Sentimento raro, sentimento guardado, vontades, desejos... são todos sentimentos que ficam ali... guardados em algum lugar dentro de você.

E você tem 2 saídas:
ou guarda lá dentro;
ou expõe a verdade.

A primeira opção é simples: você se fecha pro mundo, esconde o que sente, fica doente por dentro e mantém as aparências... assim como elas devem ser (no seu pensamento).

Já a segunda é complicado, pois requer um tanto de coragem. Expor o que se sente, pra algumas pessoas, é quase impossível. Outras até conseguem, mas não 100%. Outras guardam durante um tempo, às vezes longo... às vezes curto... e quando sente ou vê que é preciso ou que se encorajou de verdade... simplesmente expõem.

Só não vale viver de saudade e desamor.

Para bom entendedor meia palavra basta. E basta ouvir isso... de quem se quer ser ouvido:

"Mar sob o céu, cidade na luz;
Mundo meu, canção que eu compus;
Mudou tudo agora é você.
(...)

Lua no mar estrelas no chão;
Aos seus pés entre as suas mãos;
Tudo quer alcançar você"



Ouça, mas ouça bem alto:

2 comentários:

Gigi disse...

GENTEEEEEEEEEEEE... assim vc vai me matar de .. de... de... sei lá de amor.. de vontade de um amor! Nossa... q tensooooooooooo!!!!!!!!!!

Carol Sales disse...

É, Gi. =) Mas fala que não é bom? rs... Tenso e INTENSO!